Paleta de cores: planeie as cores do vosso projeto

Importância da paleta de cores na decoração

A paleta de cores faz toda a diferença em um projeto de decoração! Saiba mais sobre o assunto.

Vários fatores influenciam como nos sentimos em um ambiente. Entre eles, a temperatura, a acústica e a luminosidade.

Outro fator muito importante são as cores. Isso vai além de preferências estéticas, porque certas cores trazem consigo diferentes significados e simbolismos. Por isso, a distribuição das cores tem grande peso na decoração de ambientes. É algo que traz à tona as percepções que temos sobre determinados tons e combinações.

As experiências e preferências pessoais ditam nossas reações à diferentes paletas. Ao mesmo tempo, as cores são normalmente associadas a estados de espírito.

Cores quentes, como vermelho, laranja e amarelo, costumam estimular e energizar, enquanto cores frias como verde e azul são consideradas relaxantes. 

Por isso, em um projeto de decoração, é importante que a paleta seja pensada com antecedência

É ela quem vai dar o tom ao projeto – sem trocadilhos. As cores escolhidas determinam nossa resposta a um ambiente, por isso a devem obedecer às necessidades e expectativas do cliente.

A partir dela, vamos proceder a pintura das paredes, a escolha dos móveis e objetos decorativos, entre outros detalhes.

A regra de ouro da paleta de cores

Paleta de cores branca, verde e rosa em sala de estar

@domesticblonde/Home is Home

Existe uma regra salvadora na busca pela paleta de cores perfeita para vosso projeto: a regra 60-30-10.

Essa nada mais é do que a proporção indicada para trazer balanço para o esquema de cores. 60% representa a cor principal para o ambiente. Essa cor estará presente nos grandes detalhes, como a pintura das paredes, os tapetes e sofás. 

Os próximos 30% são da cor secundária. Ela é diferente o suficiente da principal para se destacar sozinha, e aparece muito menos também. Por fim, os 10% finais representam a cor complementar. Está em nos detalhes dos tecidos, objetos de decoração e luminárias. É uma cor que se destaca imediatamente e traz contraste para a paleta.

Preste atenção no exemplo abaixo:

Paleta de cores branca, madeira e azul, em sala de jantar

Delightfull

Nesse projeto, vemos 60% de branco, 30% de marrom e 10% de preto. A cor principal aparece desde a pintura da parede até detalhes como almofadas e quadros, e também no tapete. Já o preto surge no assento das cadeiras.

Dicas para pensar em vossa paleta

Separei algumas dicas para ajudar a inspirar-te. São alguns truques que podem facilitar na hora de pensar nas cores do projeto.

  1. Comece pelos móveis que você já tem em casa
Móveis decanto de sala de estar

Delightfull

Sabe aquela peça de decoração única, que veio da casa dos seus avós, ou que você encontrou por acaso em uma viagem inesquecível?

É por ela que você começa a pensar sua paleta de cores.

Isso porque é muito mais fácil criar a decoração do ambiente partindo desses objetos indispensáveis. É a partir deles que os outros elementos vão sendo pensados.

Pense em todos os móveis que você não dispensa em seu projeto. Não deixe para encontrar um lugar para essas peças depois. Use-as como referência, integrando na paleta as cores que mais se destacam. Essa dica é especialmente útil para quem precisa inserir no ambiente uma mesa, um quadro, etc. 

Paleta de cores azul, rosa e branca

Tua Casa

Apesar da cor principal aqui ser o azul, ele aparece em diversos lugares em tons diferentes. Desde o azul marinho do sofá até o tapete, quase acizentado. 

  1. Busque uma referência

Amazon

Não é fácil decidir em meio a milhares de combinações de cores, não é mesmo?

Por isso, vale buscar inspiração em diversos lugares diferentes!

Livros e revistas de decoração, quadros e fotos tiradas da internet são exemplos clássicos. Mas até tapeçarias e estampas de tecidos podem ativar sua imaginação.

Ao ver uma combinação de cores que chama sua atenção, indentifique como ela faz você se sentir. Assim, saberá se ela é ou não adequada para seu projeto.

Obra de arte apartamento minimalista

Casa Vogue

Um exemplo de como tirar inspiração dos próprios objetos de decoração. O rosa aparece na moldura do quadro, mas também está presente no tom amadeirado da cadeira. 

  1. Escolha bem sua cor base
Decoração escandinava paleta de cores azul branca e preta

My Scandinavian Home/Bloglovin’

Levando em consideração que a cor base é quem dita o tom do ambiente, é muito importante escolher com sabedoria.

Branco, cinza e todas as suas variações são bases bastante comuns. A partir daí, você pode brincar com as outras cores nos detalhes. Assim, seu projeto vai ganhar ainda mais a sua cara.

Obras de arte decoração escandinava

Delightfull

  1. Espalhe a cor base pelo ambiente
Paleta de cores branca e rosa

Home is Home

A cor base aparece na pintura das paredes, no piso, etc. Mas ela também dá o ar da graça nos pequenos detalhes. Veja, por exemplo, como na imagem acima o branco está sempre presente.

Aqui, ele é a cor base, e corresponde a 60% da paleta. Mas sua predominância não se dá apenas nos grandes espaços. Ele se espalha pela decoração, desde tecidos até a luminária. Na cortina, ele se mistura ao rosa para clarear o ambiente.

  1. Abuse de tons diferentes
Paleta de cores urban jungle

Rafael Renzo

Depois que você já tiver escolhido as cores de sua paleta, já pode soltar a imaginação para jogar com as diferentes combinações de tonalidades. Isso pode inclusive influenciar na iluminação do espaço, adicionando mais ou menos luz ao ambiente. 

Quer descobrir as cores ideais para o vosso projeto? Entre em contacto connosco! Vamos ajudar-lhe a pensar no colorido certo para cada ambiente.

Leave a Reply